Um dos maiores prazeres do trabalho é quando somos pegos de surpresa. Por conhecer pouco os noivos e não ter tantos conhecidos entre os convidados, fui ao casamento da Camila e Tiago, na Vinícola Laurentia, sem ter muita noção de expectativas. E vivi momentos perfeitos. Foi realmente inacreditável.Como a cerimônia começou ao anoitecer e ao ar livre, a luz estava fantástica. Na entrada do noivo e dos padrinhos, a luz estava dourada, muito difícil de acontecer. E houve situações diferentes que ficaram especiais, como a chegada da noiva. Ela estava na casa principal e foi caminhando até o local da cerimônia. Todos puderam acompanhar o percurso, aquele caminhar em meio ao verde. Sensacional.

Como era um número grande de padrinhos, também pudemos trazer mais pessoas para as cenas na hora da cerimônia, o que deixou as fotos dinâmicas e com bastante emoções, trocas de olhares, sorrisos abertos.Não apenas a energia, mas a decoração estava muito bonita, com uma identidade visual personalizada e que misturava arte, design gráfico e elementos mais clássicos, como os lustres. Tudo foi muito valorizado nas fotos, tornaram-se cenários bastante diferentes. A Leila Pessine e a Roberta Jalfim fizeram um grande trabalho juntamente com o Atelier de flores, Emporio das locações e a Up Sonorização.

A pista com um palco bem ao centro “carregou as baterias” dos convidados, que estavam eufóricos e me presentearam com fotos ótimas. Até a luz fugia, novamente, do comum, mesclando momentos de breu e muitos efeitos, lembrando muito as que estamos acostumados a ver em shows. Esquecíamos que estávamos em um casamento.Para brindar a noite, ou o fim dela, eu estava indo embora, às 6h, quando vi a luz do dia surgindo absolutamente linda. Desci do carro para ver – fazer mais fotos – e encontrei os noivos, a quem recomendei não perder aquele espetáculo. O resultado é uma das minhas fotos favoritas.OBS: quando tudo é para dar certo, não tem jeito. Como vocês verão na seleção de fotos, até o making of que foi no New bordeaux, em um local que estamos acostumados a ir, reservou novas possibilidades. Grande Marquinhos!